A incrível estrutura da turnê “1977” que torna Luan Santana um exemplo de carreira artística brasileira

0
21
Foto: Reprodução Luan Santana

Foi uma grande luta por parte dos artistas nacionais para receberem um mínimo espaço dos brasileiros, que apenas julgavam e praticavam um preconceito com todos aqueles que eram denominados cantores pelo simples fato de terem nascido no Brasil. Felizmente, hoje em dia o cenário mudou. A discriminação foi deixada de lado e a admiração a substituiu, e com razão. O novo pop brasileiro foi criado e com ele muitos talentos foram apresentados a uma inédita indústria musical nacional que nunca esteve tão bem. Os ritmos mudaram, assim como os artistas, que nos dias de hoje precisam de mais atenção e comprometimento para manter uma carreira. Em um tempo onde contratos não são tão difíceis de se conseguir e onde covers no YouTube pagam mais do que muitos shows, os artistas necessitam manter o equilíbrio e se renovar cada dia, coisa que Luan Santana faz muito bem.

Sendo o maior exemplo masculino dessa questão, Luan Santana consegue administrar sua longa carreira de quase 10 anos de maneira invejável, deixando todos os seus companheiros do famoso e antigo sertanejo universitário para trás. O fator Luan Santana não abrange apenas o talento como músico que o cantor possui, mas também ideias para colocar em prática através do nome que virou uma marca. Um perfeito exemplo é seu último DVD, “1977“. O título que possui um mistério proposital procura homenagear as mulheres, sendo 1977 o ano da criação do Dia Internacional da Mulher, pela ONU. Para completar ainda mais a ideia, o cantor convidou seis vozes femininas para cantarem em suas canções. Ivete Sangalo, Sandy, Marília Mendonça, Anitta, Ana Carolina e a atriz Camila Queiroz fizeram do projeto algo único e extremamente diversificado.

Foto: Reprodução Luan Santana
Foto: Reprodução Luan Santana

O grande projeto audiovisual consegue ser alcançado e, talvez até superado, pela estrutura da turnê que literalmente recria o projeto no Brasil inteiro. O show é completamente inspirado no DVD, com um cenário acolhedor que permite ao telespectador se sentir em casa. Porém, a criatividade da equipe por trás da carreira de Luan não se limita apenas àquilo que o disco tem a oferecer. Com o mesmo objetivo presente no “1977” – aproximar o público -, cerca de trinta fãs são chamadas para assistir ao show ainda mais de perto, em cima do palco, ação já conhecida pela turnê antiga, “A Caixa“, e que realmente valeu a pena ser refeita.

Tendo a interação com o público em mente, outras duas ações mostram que esse parece ser o foco principal da turnê. Em mais uma ideia retirada dos shows passados, durante a música “Dia, Lugar e Hora” o cantor sobrevoa o público em uma grua, ficando ainda mais próximo. Em outra ocasião, Luan convida uma fã para um jantar improvisado em cima do palco, com direito a vinho e luz de velas, enquanto canta “Cantada“.

Foto: Reprodução Luan Santana
Foto: Reprodução Luan Santana

Outro momento que prova o crescimento profissional de Luan como artista é marcado por um cover da icônica banda britânica Queen, onde o cantor demonstra seu domínio no inglês através de uma representação da famosa “We Are The Champions“.

A maneira como Luan e sua equipe estão colocando em prática ideias brilhantes e inéditas em uma carreira artística brasileira está sendo o completo diferencial do cantor. A criatividade nas divulgações e projetos por trás desse nome completam seu talento na voz e nas composições, transformando um artista popular em único. Porém, a interação regular e natural com os fãs se torna claramente um resultado de todo o planejamento, sendo assim o fator principal a se cultivar. A fã base de Luan Santana é o que permite que toda essa incrível organização valha o esforço, e o cantor aparenta querer continuar retribuindo cada detalhe.

A incrível estrutura atual da carreira de Luan Santana, através da turnê “1977”, chega em Curitiba no dia 26 de Agosto, no Teatro Positivo. Os ingressos já se encontram esgotados.

Foto: Reprodução Luan Santana
Foto: Reprodução Luan Santana