Alavancando sua carreira internacional, “Paradinha” comprova que Anitta é o maior e mais completo talento nacional

0
74

Fazer sucesso na indústria musical brasileira já é uma tarefa um tanto quanto difícil, principalmente quando seu ritmo não é o predominante. É um trabalho que, por mais que seja em conjunto entre as gravadoras, artistas e fãs, muitas vezes é deixado de lado por falta de vontade ou acomodação. Para a maioria dos cantores brasileiro, é como se o alcance na TV em programas de domingo à tarde já fosse o bastante e o necessário para ser reconhecido como um sucesso – e muitas vezes, realmente é. Mas apesar de ser algo relativo, existem aqueles que acreditam que se alguém da Inglaterra, Coréia do Sul ou até mesmo Porto Rico consegue realmente alcançar o mundo, por que não alguém do Brasil? Felizmente, o país tem Anitta para pensar dessa forma.

Leia também: Liberdade e coragem de Camila Cabello expressadas em “Crying in the Club” deve servir de exemplo para falsos artistas

A cantora aparenta ser a única com o singelo interesse em ter uma carreira maior do que aquela que todos os outros julgam como bem sucedida. Após lançar um álbum de extrema qualidade, o “Bang“, Anitta apostou em colaborações internacionais com J Balvin, Maluma e Iggy Azalea. Esses trabalhos em conjunto sem dúvidas levaram Anitta até a linha de partida para sua carreira internacional, mas o primeiro passo da corrida ela deu sozinha, sem precisar de apoiar em uma colaboração internacional – me refiro ao novo single, “Paradinha“.

Ao ouvir a canção já estava preparando o discurso de explicação de que singles que foram criados para serem hits e apenas isso – sem divulgar um trabalho em especial -, têm apenas uma função, e essa função é vender. Não importa quem compôs ou quem produziu, diferentemente dos singles de divulgação de trabalho, que têm a obrigação de levar o nome do artista nos créditos. Óbvio que essa regra não se aplica a todos os artistas, mas no geral, é uma forma de diferenciação entre, resumindo, aqueles que possuem talento e os que não possuem. “Paradinha” é claramente um exemplo de hit feito apenas para vender e para levar o nome de Anitta para o mundo, mas a cantora provou ser diferente de toda a sua competição no cenário nacional ao escrever seu próprio hit, completamente em espanhol, para ser reconhecida pelo seu trabalho.

anitta paradinha

O fato de Anitta ter esperado para divulgar o reggaeton em espanhol, escrito apenas por ela, prova que ela sabe cada passo que dá em sua carreira. A cantora tem um planejamento excelente e tudo e mais um pouco do que é necessário para se consolidar na indústria internacional. Dentre os representantes do pop brasileiro, é a única que não se contentou com a zona de conforto nem por um segundo ao buscar aprender novos idiomas, contatos internacionais e assinar com uma empresa norte americana.

“Paradinha” é animada e contagiante, e ainda leva o ritmo latino que está sendo visto cada vez mais como parte do pop. Já o clipe do single é extremamente bem editado, com um roteiro que literalmente retrata a música. Pode ser citada a semelhança com “Touch“, de Little Mix, por parecer um dance video com participações especiais em cenários divertidos presentes na cidade de Nova York.

Anitta é um exemplo para todos os artistas brasileiros que não optam por se conterem a alguns programas televisivos para divulgar suas canções. Sendo uma artista absurdamente completa, a cantora está mais do que pronta para não apenas inserir seu trabalho na indústria musical internacional, mas também para ser uma parte constante dela assim como qualquer outra artista americana – artistas essas, que muitas vezes, não fazem nem a metade do que Anitta faz. É preciso demonstrar apoio para uma representante nacional que finalmente conquistamos, afinal não é necessário deixar de ouvir músicas da América do Norte ou Europa para gostar do maior e mais completo talento nacional, que em breve, irá conquistar o mundo.