Conhecendo Over Atlantic: Energia adolescente em canções de Pop/Rock compõe seu primeiro EP, “Likes Me Like That”

1
150

A versão adolescente do pop e rock sempre foi a maior aposta para bandas iniciantes que procuram um espaço na indústria musical. Além de algumas exceções, esse ritmo ajudou muitos grupos conhecidos a alcançarem fãs e contratos preciosos com grandes gravadoras. O caso de Over Atlantic é o já conhecido: Cinco meninos que se juntaram com o propósito de conquistar o tão sonhado reconhecimento. O que surpreende em questão a Over Atlantic é que eles são uma banda com um ritmo que é mais usado por boybands – e isso é algo ótimo, levando em conta que eles conseguem tocar seus próprios instrumentos e criar suas próprias versões além de cantar.

Leia também: Clipe modesto e descomplicado de “Middle Of The Night” retrata inclusão e traz uma nova interpretação do single

Liam Ross, Charlie Jones, Gabriel Gomer, Sean Killeen e Trevor Cash estão juntos há apenas um ano, e isso é outro fato surpreendente sobre Over Atlantic. A banda que foi formada em Maio de 2016 com integrantes dos Estados Unidos, Reino Unido e Suécia já participou de uma turnê, fez alguns shows solos e possui um EP que foi lançado esse ano. Para uma carreira tão curta, o esperado era que eles ainda estivessem no YouTube com seus covers, mas Over Atlantic não perdeu tempo e resolveu ir direto para a parte autoral sem demorar muito nos vídeos, que apesar de poucos, já mostravam um pouco da identidade da banda misturando o pop com guitarras.

Já seu primeiro EP, “Likes Me Like That“, traz uma forte referência do pop rock dos anos 2000. Um antigo McFly está praticamente estampado na faixa que leva o nome do EP, seguindo aos poucos para as outras três. Em outros momentos, uma pitada de 5 Seconds of Summer pode ser escutada por conta das guitarras, baixos e bateria, porém com o som chiclete de One Direction, por exemplo. A melódica “Start Over” leva muito do som de New Hope Club, e acredito que seja nela onde Over Atlantic realmente se encontra para escrever e produzir as outras, adicionando um pouco mais de ritmo.O primeiro single, “What Do I Gotta Do“, apresenta uma mistura de todas as referências citadas, sendo a escolha perfeita para representar o trabalho completo da banda nas rádios.

A rapidez com que o grupo conseguiu lançar, de maneira independente, seu primeiro EP prova que seu público já está definido e fãs já estão sendo feitos. Levando isso em conta, não há muito o que esperar de Over Atlantic se não o sucesso.

Reconhecimento não depende apenas de vendas e posições nos charts, ele vem principalmente pelo público que está nas redes sociais e que leva o nome da banda ou do single até outras pessoas, que continuam essa espécie de corrente – e sem ela, é impossível ser um artista. Com um EP autoral, uma linha de organização dos próximos passos e seu público, Over Atlantic já possui todos os elementos necessários para terem chegado onde estão, e esse já é o ponto forte. Daqui pra frente é só esperar e observar onde e quando esses cinco jovens irão parar.

  • mareana soares

    Que matéria maravilhosa chá das onze + OA ??