A magia da Disney retorna ao cinema com o primeiro trailer de “A Bela e a Fera”

0
96

Um assunto que divide opiniões em todos os sentidos são as famosas live actions da Disney, que além de marcarem várias gerações possuem uma magia especial que muitos afirmam ser impossível retratar no cinema. Algumas realmente não deram certo, e todo o mundo mágico foi substituído por um enredo chato e entediante que nos faz querer voltar aos pequenos livros de histórias. Por outro lado, uma mudança pode ser interessante, como no caso de “Malévola“. O filme que contou a história de “A Bela Adormecida” de um ponto de vista bem diferenciado foi ótimo, curioso e cheio de magia. Mas claro, não funcionaria com todas as histórias.

A Bela e A Fera” original possui elementos mágicos que aparentemente seriam muito difíceis de retratar em cenas  de um filme. Além da Fera como personagem principal, o castelo do protagonista é completamente vivo e animado, com toda uma mobília enfeitiçada assim como o príncipe em questão. É um lugar onde um bule de chá (Sra. Potts), uma xícara (Chip), um relógio (Horloge) e um candelabro (Lumière) são personagens ativos na trama, e completam o incrível cenário.

O primeiro trailer da live action foi divulgado, e muitos dos elementos mágicos já apareceram nos dois minutos de vídeo. Ao contrário do que muitos pessimistas imaginavam, a magia da história e principalmente dos personagens foi levada ao trailer. O castelo da Fera já virou o cenário principal, e se mostrou completamente mágico e vivo, sendo uma das principais cenas do trailer a revelação de sua imensa biblioteca. A atuação de Emma Watson como Bela foi claramente um dos pontos principais, a atriz entrou no papel com uma facilidade imensa e me fez ter certeza de que ela é a inteligente e altruísta Bela. Nas poucas cenas com Emma, Dan Stevens se mostrou como uma Fera calma e inteligente, assim como no desenho. Não se pode definir as atuações principais por apenas um trailer, mas arrisco dizer que Emma e Dan são perfeitos para trazer a magia para o mundo real.

Gaston (Luke Evans), o famoso e heroico caçador que pretende casar com Bela e matar A Fera, Le Fou (Josh Gad), assistente de Gaston e claro, Maurice (Kevin Kline), o pai da protagonista, foram alguns dos personagens que apareceram no vídeo. Suas aparições possibilitaram a compreensão da trama como um todo.

Além de tais presenças, a famosa rosa da maldição do príncipe apareceu no vídeo, sendo provavelmente o elemento principal do mesmo. A tal rosa foi dada a ele quando rejeitou abrigar uma feiticeira pelo fato dela não ser atraente, por tal atitude ela o amaldiçoou, deixando a flor viva até seu vigésimo primeiro aniversário. Caso o príncipe não encontrasse um amor que o aceitasse como é até a última pétala da rosa cair, o feitiço não poderia ser revertido. Algumas cenas rápidas que envolvem bailes me fazem apostar que o diretor Bill Condon irá explorar esse passado da Fera no filme.

O único elemento que pode ter faltado no trailer foi a trilha sonora clássica e marcante da animação. Já foi confirmado que algumas músicas descartadas no filme original irão fazer parte da nova criação. A famosa “When You Wish Upon a Star” é a única presente no trailer, que foi reaproveitada da animação.

Algumas cenas da animação foram levadas perfeitamente para a versão com atores, como a famosa dança entre os protagonistas e a Fera salvando Bela dos lobos. Além disso, o figurino está completamente inspirado no desenho, tornando a história ainda mais real. Ao contrário de algumas histórias, como foi dito no começo, que com certeza ficariam bons com um enredo diferenciado, “A Bela e A Fera” é possivelmente o filme que irá possibilitar o retorno à magia original do mundo da Disney para o telespectador moderno, que (pelo menos eu) não irá se importar nem um pouco em assistir a esse clássico sem compará-lo com outras obras cinematográficas, mas apenas consigo mesmo.